Artigos

A CATEQUESE É O BERÇO DA INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ


Irmãos e irmãs, neste ano de 2017 a Diocese de Criciúma colocou como prioridade em suas atividades pastorais o estudo sobre o tema da Iniciação à Vida Cristã. Durante este ano vamos trazer presente aqui muitas reflexões que nos ajudarão a entender esta pedagogia da Igreja Católica.

A Catequese é uma educação orgânica e sistemática da fé, onde seu principal objetivo é a comum união para todo cristão, educando-o para uma vida em comunidade, onde celebra e testemunha o Cristo Ressuscitado, presença Real na Eucaristia, enviando-o para a missão de Evangelizar. Deste modo a Catequese inicia, educa e instrui (Diretório Geral da Catequese, 68). É um processo de educação gradual e progressivo, respeitando os ritmos de crescimento de cada um.

Sentimos a urgência de desenvolver em nossas comunidades um processo de iniciação na vida cristã que comece pelo kerygma (anúncio) e guiado pela Palavra de Deus, permita um encontro pessoal cada vez maior com Jesus Cristo, experimentado como plenitude da humanidade e que leve à conversão, ao seguimento em uma comunidade eclesial e a um amadurecimento de fé na prática dos sacramentos, do serviço e da missão (Documento de Aparecida, 304).

Ser discípulo é um dom destinado a crescer. A iniciação cristã dá a possibilidade de uma aprendizagem gradual no conhecimento, no amor e no seguimento de Cristo. Dessa forma, ela forja a identidade cristã com as convicções fundamentais e acompanha a busca do sentido da vida. É necessário assumir o dinamismo da iniciação cristã. Uma comunidade que assume a iniciação cristã renova sua vida comunitária e desperta seu caráter missionário (Documento de Aparecida, 306).

A paróquia precisa ser o lugar onde se assegure a iniciação cristã e terá como tarefas irrenunciáveis: iniciar na vida cristã os adultos batizados e não suficientemente evangelizados; educar na fé as crianças batizadas em um processo que os levem a completar sua iniciação cristã (Documento de Aparecida, 308).

Assumir esta iniciação cristã exige não só uma renovação da catequese, mas também uma reestruturação de toda a vida pastoral da paróquia. Depois, virá a catequese permanente que continua o processo de amadurecimento da fé, na qual se deve incorporar um discernimento vocacional e a iluminação para projetos pessoais de vida (Documento de Aparecida, 309).

A catequese é, assim, elemento fundamental da iniciação cristã e é estreitamente ligada com os sacramentos de iniciação, de modo particular com o Batismo, sacramento da fé. O elo que une a catequese com o Batismo é a profissão de fé que é, ao mesmo tempo, o elemento interior a este sacramento e a meta da catequese. A finalidade da ação catequética consiste precisamente nisso: em favorecer uma viva, explícita e operosa profissão de fé. A Igreja, para alcançar esta finalidade, transmite aos catecúmenos e aos catequizandos, a viva experiência que ela tem do Evangelho, e a sua fé, a fim de que estes a façam própria, ao professá-la. Por isso, “a catequese autêntica é sempre iniciação ordenada e sistemática à revelação que Deus fez de Si mesmo ao homem, em Jesus Cristo; revelação esta conservada na memória profunda da Igreja e nas Sagradas Escrituras, e constantemente comunicada, por uma “traditio” (tradição) viva e ativa, de uma geração para a outra. (Diretório Geral da Catequese, 66).

A ANUNCIAÇ...Leia mais

Localização