PASTORAIS

Pastoral Vocacional



O Serviço de Animação Vocacional – Pastoral Vocacional é um serviço e uma Pastoral na Igreja que tem por objetivo despertar em todo o povo de Deus a consciência de que somos chamados, somos convocados por Jesus Cristo a sermos discípulos-missionários.


 



Pastoral Vocacional tem suas raízes no chamado que Jesus fez aos primeiros discípulos-missionários. Chamado esse que visava a construção do Reino de Deus nesta terra. Um Reino de paz, justiça e fraternidade. Todo batizado é também chamado a fazer a sua parte na construção do Reino, assumindo as responsabilidades que lhe competem para desempenhar a sua missão.


 



Por muito tempo na Igreja a ação da Pastoral Vocacional  era voltada especificamente aos jovens que queriam ingressar no seminário para serem padres, ou às jovens que queriam consagrar sua vida a Deus em uma Congregação Religiosa. Tanto que aPastoral Vocacional  antes do Concílio Vaticano II era conhecido como OVS (Obra pelas Vocações Sacerdotais). Já pelo nome se compreende que o enfoque era totalmente específico e direcionado a uma vocação.



 


Com o Concílio Vaticano II, que foi a expressão de uma grande mudança na Igreja, a vocação passou a ser vista mais como serviço do cristão à humanidade inteira. Isso favoreceu o protagonismo das vocações laicais na Igreja, mostrando que para servir a Deus não é necessário ser padre ou freira, mas que toda vocação bem vivida traz frutos para a pessoa que a vive e para toda a humanidade.


 


As vocações passam a ser vistas a partir da vocação universal à santidade que nasce em nosso bastimo e que é comum a todos os fiéis (Cf. LG 39-40). A base comum da nossa vocação é o batismo que nos chama a ser outros cristos no mundo. Cada um vai responder a esse chamado conforme suas condições e aptidões. Não importa o que fazemos, mas sim o como e o porquê fazemos.


 


Assim todo serviço e toda pastoral que se realiza na Igreja tem uma base vocacional. A Pastoral Vocacional  não pode ser um apêndice ou uma atividade paralela na comunidade eclesial, mas deve envolver todas a pastorais e serviços. A dimensão vocacional deve interagir com outras pastorais principalmente com a familiar, com os adolescente, com os jovens, com a catequese.


Pastoral Vocacional


RCC - Renovação Carismática Católica

 RCC - Renovação Carismática Católica

Infância Missionária

 Infância Missionária

Pastoral dos Coroinhas

 Pastoral dos Coroinhas

Pastoral do Dízimo

 Pastoral do Dízimo

Pastoral da Acolhida

 Pastoral da Acolhida

Pastoral da Saúde

 Pastoral da Saúde

Pastoral da Criança

 Pastoral da Criança

Liturgia

 Liturgia

Ministro Extraordinário da Comunhão (MEC)

 Ministro Extraordinário da Comunhão (MEC)


São fiéis não ordenados que prestam um serviço litúrgico, respondendo a necessidades objectivas de todos os fiéis, especialmente dos enfermos (fora da celebração eucarística) bem como às grandes assembleias litúrgicas para as quais não haja número suficiente de ministros ordinários da Sagrada Comunhão (Bispo, Presbítero e Diácono), ou estejam de todo impedidos de ministrar a mesma. São também ministros extraordinários da comunhão, os acólitos instituídos, sendo que, a seguir aos ministros ordinários, devem ser estes a distribuir a Sagrada Comunhão.


TRÊS GRUPOS DE MEC

- Acólito instituído (ministro ad tempus).

- Leigo delegado pelo Bispo (ministro ad tempus). - Sempre que se verificarem as condições acima descritas, o pároco ou o padre responsável por uma determinada comunidade, pode propor ao Bispo que delegue (não ordene ou institua) ministros extraordinários da comunhão.

- Leigo autorizado pelo presidente de uma celebração litúrgica (ministro ad actum). - Sempre que numa celebração litúrgica com lugar à distribuição da Sagrada Comunhão, o número de fiéis comungantes presentes for grande face aos ministros ordinários e, no sentido de não tornar morosa a distribuição da Sagrada Comunhão e facilitar o ritmo de toda a celebração, o presidente da celebração (padre), pode autorizar um fiel que ache seja idóneo, digno e capaz, a distribuir a Sagrada Comunhão.


O PAPEL DO MEC AD TEMPUS, FORA DA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

O MEC desempenha uma função importantíssima no apostolado dos enfermos, acompanhando-os na solidão e na doença, incentivando-os ao sacramento da Penitência e da Unção dos Doentes e levando até eles a Sagrada Comunhão.


 0  1 Próximo 

Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens

Praça Hercílio Luz, 286, Centro, Araranguá/SC - Cep 88900-000
Telefone/Fax: (48) 3522-0271 | Email: pmaedoshomens@diocesecriciuma.com.br